O QUE É UMA SEITA?— Factores-Chave que você deve saber acerca de Seitas e Controle Mental

Prayer Group

PDF

O QUE É UMA SEITA?— Factores-Chave que você deve saber acerca de Seitas e Controle Mental

Uma definição concisa de uma seita e de como controla seus membros Uma seita é qualquer grupo que se coloca a si próprio como a suprema autoridade entre Deus e o homem.

As seitas afirmam o seguinte:

1. A Bíblia é vista como guia insuficiente para a verdade espiritual. Aos membros da seita é dito para usar a literatura da seita para o entendimento correto da verdade de Deus.

2. Os líderes do grupo são vistos como o “canal de comunicação” de Deus para o homem. Eles equiparam a lealdade ao grupo à lealdade a Deus.

3. Eles promovem a mentalidade de “nós/eles” para com o mundo, alegando que apenas dentro do grupo alguém pode encontrar a verdade e a salvação definitiva, e que fora do grupo é o “mundo de Satanás.”

4. Dúvida e crítica ao grupo ou aos líderes não é permitido. Eles frequentemente afirmam que o “pensamento independente” é evidência de “orgulho,” e é visto como questionando Deus e Seus arranjos para a vida.

5. Os aderentes prescindem da sua identidade pessoal em prol do molde do grupo e assumem a personalidade e características do ambiente totalitário da seita.

Tabela: Quatro Maneiras das Seitas Manipularem seus Seguidores: **

COMPORTAMENTO INFORMAÇÃO PENSAMENTOS EMOÇÕES
É dito aos Membros, como e onde viver. A Bíblia é vista como um guia insuficiente. Os líderes da Seita definem o que é “verdade” para os membros. As seitas promovem a mentalidade de “Nós/Eles” para com o mundo e reclamam superioridade espiritual sobre os que estão fora da seita. As emoções são manipuladas ao ponto da excessiva felicidade e/ou tristeza; Ou as Emoções são completamente banidas de forma a promover uma personalidade austera.
A Associação fora do grupo é limitada ou não-existente. Informação é retida ou distorcida. Palavras únicas ao grupo são usadas para reforçar a ideologia do culto. Medo e culpa são usados para manipular o Comportamento.
Requer um alto compromisso de tempo e/ou finanças. Fontes críticas ao grupo e fontes exteriores ao mesmo, são minimizadas. Técnicas de bloqueio mental são empregues em resposta ao criticismo da ideologia do grupo.  As falhas proféticas da liderança da Seita são desculpadas pelo suposto “imerecimento” dos seguidores.
Comida, bebida, vestimenta, e/ou penteados são impostos.
Alto nível de supervisão e delação.

A saúde espiritual e/ou física de um membro é ameaçada se ele ou ela deixar o grupo.

** Esta tabela foi desenvolvida baseada no modelo do conselheiro secular sobre cultos, Steven Hassan, chamado de BITE (Behavior/Comportamento-Information/Informação-Thoughts/Pensamentos-Emotions/Emoções), encontrado no seu livro Releasing the Bonds—Empowering People to Think for Themselves (Soltando as Amarras—Dando poder às Pessoas para Pensarem por Elas Próprias), Freedom of Mind Press 2000 (edição em inglês).

ESTÁ VOCÊ “DEBAIXO DA INFLUÊNCIA” DE UM SISTEMA DE UM GRUPO DESTRUTIVO?

Um grupo começa com duas pessoas. Indivíduos podem ver-se envolvidos em muitas das dinâmicas dos principais grupos destrutivos, que as grandes organizações e seitas usam.

CONTROLE DO MEIO: Controlo da informação interna e externa, isolamento da sociedade, os não-membros e ex-membros são considerados não-espirituais ou mesmo Satânicos.

  • É o seu grupo reservado para com os de fora acerca do seu funcionamento interno, ensinos, atividades ou crenças?
  • Será que o seu grupo retém informação aos recém-convertidos?
  • É a comunicação no âmbito, dentro e fora do seu grupo controlado ou censurado de alguma maneira?
  • Você vê cada vez menos a sua família ou amigos que não pertencem ao seu grupo ou que não subscrevem o sistema de crenças do seu grupo?

MANIPULAÇÃO MÍSTICA: Os líderes afirmam ser os agentes “escolhidos” por Deus para o “imperativo místico” (propósito do grupo), o qual deve ultrapassar quaisquer outras necessidades.

  • Será que o seu grupo tem uma estrutura totalitária: um estrito, (de cima para baixo), controle centralizado?
  • Será que o seu grupo ou sistema de crenças pensam ter (ou ser) a única “verdade” suprema, ou ter a solução para os problemas mundiais?
  • Será que os membros do seu grupo se sentem especialmente escolhidos, superiores, exclusivos ou uma elite?
  • Será que o seu grupo usa frequentes testemunhos públicos ou confissões de forma a reforçar a missão ou agenda do grupo?
  • Será que os membros buscam a aprovação ou pedem permissão ao(s) lídere(s) do grupo acerca das suas escolhas pessoais de vida?
  • Será que se sente forçado a dar uma percentagem do seu rendimento ao grupo, ou gastando dinheiro em cursos, livros ou projetos especiais?
  • São as necessidades financeiras do grupo mais importantes que o seu bem-estar financeiro?
  • Será que você se anula ou ignora as suas necessidades pessoais de modo a cumprir com as necessidades do grupo?
  • Será que você coloca a missão e agenda do grupo acima dos seus objetivos ou ideais? Será que os interesses do grupo vêem antes dos seus próprios interesses?

DEMANDA POR PUREZA: O mundo vivencial é marcadamente dividido em duas categorias—bom e mau como definido pelo grupo. Os mecanismos de culpa e vergonha são usados de forma a trazer o sujeito a estar em estrita conformidade com os padrões e ideais do grupo.

  • Será que o grupo equivale pureza e bondade o estar dentro do seu grupo, e impureza ou maldade àqueles que estão fora do grupo?
  • Será que você se vê a pensar em termos de Nós vs Eles?
  • Será que o seu grupo/sistema tem identificado um inimigo exterior?
  • Será que o seu grupo discrimina contra qualquer um, relativamente a raça ou género?
  • Será que você se sente pressionado a atender e participar em reuniões do grupo, eventos, discursos e seminários? Sente-se culpado se não estiver presente?

O CULTO DA CONFISSÃO: Confissão forçada do pecado (como definido pelo grupo) torna-se um meio de exploração, antes de ser para consolar o indivíduo.

  • Será que o seu grupo tem um sistema de punição e recompensa pelo comportamento?
  • Será que o seu grupo publicamente humilha ou critica membros?
  • Será que o seu grupo critica, ostraciza, abandona ou deprecia indivíduos que deixam o grupo?

A SAGRADA CIÊNCIA: A doutrina do grupo é considerada a “Verdade” derradeira, além de dúvida ou criticismo.

  • São as ideias dos seus líderes ou o sistema de crenças considerado além de reprovação ou sagrado?
  • Será que você segue um indivíduo em particular ou um sistema de crenças, que requer inquestionável obediência e lealdade?
  • Será que o seu grupo desencoraja as dúvidas, criticismo ou ideias que defiram do sistema de crenças do grupo?
  • Será que você tende a racionalizar o que quer que o grupo faça mesmo que vá contra o seu senso do certo e errado?
  • São as dúvidas encaradas como falta de fé, dedicação, compromisso ou deslealdade?
  • Será que os “seus pensamentos” tornam-se “o inimigo?”

LINGUAGEM PRÓPRIA: As seitas desenvolvem uma linguagem com termos próprios ao grupo e apenas entendidos pelos que estão dentro do grupo. Seitas pseudo-cristãs usam terminologia cristã com um significado distorcido.

  • Será que o seu grupo tem palavras singulares, clichés, slogans, cânticos, orações e frases doutrinais que reforçam o ponto de vista do grupo?

DOUTRINA ACIMA DA PESSOA: A personalidade e identidade de um membro é redefinida – não de acordo com os dons e habilidades singulares da pessoa – mas de modo a cumprir com os contornos rígidos e o molde doutrinal uniforme.

  • Você sente a necessidade de ajustar o seu “pensamento” de acordo com as respostas-padrão do grupo?
  • Você se vê frequentemente fazendo mais dentro do grupo ou por causa da pressão dos parceiros do grupo, do que aquilo que faria por sua vontade?
  • Você se sente exausto devido às longas atividades, reuniões e projetos em grupo?

 DISPENSA DA EXISTÊNCIA: Uma atmosfera onde não-membros ou ex-membros são considerados mundanos, não-espirituais e satânicos, cujo objetivo principal é “perseguir” os que se mantêm no grupo—a fonte de toda a “existência” e salvação.

  • Você sente a necessidade de “salvar” ou converter outros para o seu grupo?
  • Será que a perspetiva de abandonar o seu grupo, parece assustadora, difícil?
  • Foi-lhe dito que algo mau poderá acontecer-lhe caso saia?
  • Você sente a necessidade de sair em segredo?
  • Paranóia de grupo: Será que o seu grupo pensa obsessivamente que outros grupos ou pessoas estão de tocaia contra eles?

ESTEVE VOCÊ NUM GRUPO DESTRUTIVO?
Você pode dizer, caso …

  • Tenha dificuldade em confiar em outros e formar novas amizades e relações íntimas
  • Você tenha baixa auto-estima, pouco amor-próprio ou perda de identidade
  • Você tenha dificuldade em fazer simples decisões e escolhas
  • Sinta que só agora está crescendo, tornando-se um adulto maduro
  • Tenha emoções suprimidas ou tendo dificuldade de expressá-las corretamente
  • Sinta-se frequentemente deprimida, ansiosa ou nervosa
  • Sinta-se isolada, solitária, culpada, cínica
  • Tenha dificuldade com as memórias de curta duração
  • Sinta que não tem nada em que acreditar
  • Frequentemente sinta raiva e fúria para com o grupo
  • Tenha pesadelos ou sonhos desconfortáveis
  • Sinta dificuldade ou impossibilidade de parar práticas ritualísticas mentais ou outros, do grupo

TEXTOS PARA AJUDAR A RECUPERAR DE UMA SEITA:Deus deseja uma relação pessoal comigo:

TEXTOS PARA AJUDAR A RECUPERAR DE UMA SEITA:Deus deseja uma relação pessoal comigo:

  • Revelação 3:20:  Jesus afirma que virá a ele e jantará com ele.
  • Lucas 15:1-7:  Pastor deixa as 99 para encontrar a ovelha perdida.
  • Lucas 15:11-32:  Pai corre até (vai atrás) do Seu Filho Pródigo.

Deus importa-se com todos os detalhes da minha vida:

  • Salmos 33:13-15:  “O SENHOR olha dos céus; vê todos os filhos dos homens; do lugar de sua morada, observa todos os moradores da terra, ele, que forma o coração de todos eles, que contempla todas as suas obras.”
  • Filipenses 4:6-7:  Não estejais “ansiosos,” mas orai acerca “de tudo.” (Assim, não precisa sentir-se culpado por orar acerca de “pequenas” coisas Deus preocupa-se.)

 Eu estou em segurança nas mãos de Jesus (João 10:28-29):

  • João 10:27-28:  As ovelhas de Jesus seguem-No e “nunca” perecerão.
  • João 6:68:  A “quem” havemos de ir? Resposta: a Jesus para ter Vida Eterna.
  • João 6:37:  “Todo” o que o Pai dá virá a Jesus e Ele não o mandará embora.

Eu sou puro / justo em Cristo:

  • 2 Coríntios 5:21:  Jesus tornou-se “pecado” em meu favor.
  • 1 Pedro 2:24:  Ele carregou os meus próprios “pecados” em Seu corpo.

 Se Jesus pagou TODO o meu pecado, que pecado posso eu cometer que Ele não tenha pago e pode isso fazer-me perder a minha vida eterna? Mais textos sobre Jesus sendo a nossa justificação:

  • Filipenses 3:9:  Eu sou justo “Nele.”
  • Romanos 8:1:  Não existe condenação para mim, visto que eu estou “em Cristo.” O Amor de Deus por mim é incondicional.
  • Romanos 8:38-39:  Nada pode “separar-me” do amor de Deus.
  • 1 João 4:18:  O perfeito “amor” lança for a o “medo.”

Minha vida “em Cristo” é preenchida com esperança, paz e alegria:

  • Romanos 15:13:  “Deus da esperança vos encha de todo o gozo e paz.”
  • Romanos 14:17:  Reino de Deus = justiça, paz, alegria.
  • Joel 2:25:  Deus irá “restituir” (restaurar) os anos perdidos.

PARA MAIS INFORMAÇÕES VEJA:

bullets  São As Testemunhas De Jeová e os Mórmons “Seitas”?

 

Print Friendly, PDF & Email

This post is also available in: Inglês Espanhol Checa